Tuesday, 23 September 2008

Canadá - Minha opinião sobre imigração e a matéria da Globo

Desde que eu vi esssa reportagem da Globo eu tô com vontade de fazer uma postagem, mas meu lado bom tem me dito que eu devo ficar quieto e deixar que cada um fale o que quiser.

Mas como eu sou meio tolerância zero com algumas coisas, resolvi fazer esse post com a MINHA opinião sobre alguns pontos que considero negligenciados por algumas pessoas que pensam em imigrar.

Vamos lá...

1. Se sua profissão é regulamentada o processo de revalidação vai ser caro, demorado e desgastante. Mas você precisa saber que é assim que as coisas funcionam por lá. Não adianta depois ficar dizendo que os canadenses não reconhecem nossos estudos e experiência profissional, pois isso é uma desculpa de gente incompetente que não se deu ao trabalho de pesquisar como as coisas funcionam no Canadá.

2. Se você acha absurdo ganhar menos que um canadense que faz o mesmo trabalho que você, esteja você ciente de que todas as pesquisas apontam que os imigrantes ganham 1/3 a menos que os canadenses que desempenham funções similares. Essa diferença desaparece depois de cerca de 10 anos de experiência de trabalho canadense.

3. Se você é mimado, nunca limpou uma casa, lavou roupa, fez supermercado e sempre teve um médico a disposição para lhe atender no dia em que você teve uma leve indisposição, esteja você ciente de que o sistema de saúde canadense é público, e consequentemente pior do que o privado brasileiro, e que quem vai desempenhar as atividades acima é você.

4. Se você é alguém que adora ser bajulado e precisa ser chamado de doutor, saiba que no Canadá as pessoas são iguais e têm os mesmos direitos. No Canadá a discriminação é crime e isso é levado à sério. Claro que existem exceções, mas a regra é o respeito as individualidades.

5. Se toda vez que você pensa em imigrar você fica inseguro de se desfazer do que construiu no Brasil e chora só de pensar na distância da família, pode ser que a imigração não seja para você. Dificilmente você se recolocará no Canadá no mesmo nível social que você tem no Brasil e você estará há muitas horas de distância da sua família.

6. Se você não está pronto para dar alguns passos para trás e começar sua vida profissional canadense do mesmo ponto em que você começou no Brasil há 10 ou 15 anos atrás, você pode ter sérios problemas para se recolocar no mercado de trabalho. Em português claro, você está disposto a voltar a ser estagiário ou trainee?

7. Se você é um profissional que no Brasil nunca conseguiu ter sucesso e destaque, o fato de se mudar para o Canadá não vai mudar a sua competência. Lá, você continuará sendo um profissional sem destaque.

8. Se você acha que seu inglês de “Cultura Inglesa” e seu francês de “Aliança Francesa” são suficientes para viver no Canadá, é bom repensar os seus parâmetros. Ter fluência na(s) língua(s) não é estar no nível avançado dos cursinhos daqui. E falar o idioma local é o mínimo para conseguir espaço no mercado de trabalho.

No mais, eu acho que todas as experiências são individuais e não podem ser generalizadas. Se não deu certo para a “senhora” da Globo, paciência.

Eu tenho alguns amigos no Brasil que são profissionais extremamente qualificados e que já estiveram em cargos executivos de destaque em empresas multinacionais. Esses amigos perderam seus empregos em momentos de crise e tentaram se recolocar no mercado de trabalho.

Eles se decepcionaram com o mercado de trabalho brasileiro que os considerou velhos, apesar deles terem menos de 35 anos de idade. Sem opção, eles resolveram estudar para concursos e hoje são funcionários públicos concursados.

A vida é sempre assim. Existem sempre lados positivos e lados negativos. O importante é refletir sobre o que cada um quer da vida. O Canadá não é perfeito. As coisas são difíceis para quem muda de país e a gente precisa estar ciente disso.

Mas mesmo com todas as dificuldades, tenho certeza de que a vida será bem melhor no Canadá.

Quanto ao Brasil, eu já não tenho esperança...


3 comments:

Patricia, Marcelo e Cia. said...

Tudo muito bem dito e colocado colega de imigração!
Um abraço,quem sabe um dia nos conheceremos em Montreal?
Patricia ,Marcelo e Marcella.

Fernanda said...

Olá! Gostei muito do seu post! Estou em processo de imigração para o Quebéc e pretendo imigrar em meados de Setembro/2009. Quem sabe um dia a gente não se conhece em Montreal?
Bjs
Fernanda

Ale e Dani said...

Parabéns Fá !
assino embaixo em tudo que você disse.
Já vi muito imigrante aqui sem noção e despreparado.

Pena que poucos tem uma visão clara como a de vocês dos sacrifícios que são necessários para imigrar.

Abs
Ale
http://www.jarrivequebec.blogspot.com/